As cerâmicas avançadas e suas multifuncionalidades

Compostos que apresentam características multifuncionais, com propriedades que os potencializam para o uso em dispositivos ópticos, elétricos, catalisadores, sensores, entre outras propriedades, são de grande interesse em pesquisa. Dentre os tipos de materiais que possuem atividades multifuncionais encontram-se os materiais cerâmicos avançados.
Desta forma, estudos dos processos de formação de compostos com estruturas nanométricas morfologicamente homogêneas, a dependência de suas propriedades com relação à metodologia de síntese utilizada, os dopantes utilizados no desenvolvimento do material e as possíveis aplicações tecnológicas são requisitos para o avanço da ciência e da tecnologia. Este pequemo resumo demonstra a versatilidade dos materiais cerâmicos e sua importância para o desenvolvimento sustentável.

Profa. Dra. Ana Paula de Azevedo Marques

Atualmente é Professora Associado II do Departamento de Química do Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), campus Diadema, onde coordena o Laboratório de Materiais Inorgânicos e Nanoestruturados (LAMIN) e o Grupo de Estudos e Pesquisas em Materiais Inorgânicos e Nanoestruturados (GEPEMIN).

Baharela e Licenciada em Química pela Universidade Federal de São Carlos, Mestra na área de Química Inorgânica (1998) e Doutora em Química (2002) com ênfase em Inorgânica, ambos obtidos na Universidade Federal de São Carlos.

Possui experiência na área de Engenharia de Materiais, com ênfase em Materiais Cerâmicos, Novos Materiais e Desenvolvimento de Materiais e na área Química, com ênfase em Foto-Química Inorgânica, Compostos de Coordenação e Catálise, atuando principalmente nos seguintes temas: síntese e desenvolvimento de materiais cerâmicos, fotoluminescência de materiais cerâmicos nanoestruturados e filmes finos, síntese e caracterização de complexos de coordenação com ligantes polidentados e catálise oxidativa homogênea e heterogênea, uso de terras raras como dopantes em materiais cerâmicos e na formação de complexos de coordenação.

Está como coordenadora do Programa de Pós-graduação em Engenharia e Ciências dos Materiais. Integrante do Núcleo CIENCIA E INGENIERIA DE MATERIALES (NCIM), da Asociación de Universidades Grupo Montevideo (AUGM), uma rede de universidades públicas, autônomas e autogovernadas de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »
Rolar para o topo